15 de novembro de 2011

Consome-me


O desejo… a paixão…
Consome-me…alimenta-te de mim.

Em vagas de espuma branca,
Ondulante…arquejante.

Convido-te…vem!
Chamo-te…anda!

Num olhar sufocado de prazer.
Em gemidos, ardentes, ofegantes…

Prova-me…
Saboreia-me…

4 comentários:

Ysl disse...

Hum.. Gosto do cheiro e do sabor que transmites
Beijo

O Santo Diabinho disse...

Onde cabe tanto desejo dentro de ti?
Que inquietação ardente é essa que te consome?

;)

Beijo

S de Sensualidade disse...

Longas são as noites em que na sombra do vento anseio por ti... obrigas-me a esperar-te sem que me dês uma única pista, uma única esquina para te encontrar... alimento-me deste vazio, alimento-te desta ilusão de te ouvir caminhar silenciosamente no altar dos teus saltos finos... espelhados com as marcas do meu corpo. Não me chames, não me convides, não me peças que te prove... quando o teu único desejo é que te obrigue a vir.

SinneR disse...

estou indo... mesmo?

bj doce