30 de novembro de 2011

Sacia-te




Beija-me o corpo com ardor
Procura a minha boca com luxúria,
Com loucura, com sofreguidão.
Sacia-te.




Bebe-me em água,
Em estados aquosos.
Entrega-te.
Sem perguntas.
Sem respostas.


Ama-me sem limiares.
Explora-me todos os recantos.
desvenda-me em suaves curvas, ondulantes.





Arrasta-te nesse enlace.
Seduz-me.
Apaixona-te.
Perde-te.
Encontra-me…




Quero a tua boca e as tuas mãos.
Incendeia-me nos teus braços.
Sacia-me…

3 comentários:

Vulcano disse...

Saciar-te-ia com o mais puro dos prazeres, com o mais forte dos prazeres. Vulcanica estavas e saciada ficarás...
Deixa-te levar nos meus braços e a bom porto te levarei!

Beijso

SinneR disse...

queres mesmo a minha boca ?

bj doce

O Santo Diabinho disse...

Palavras sentidas, transbordas sensualidade e desejo interior. A tua mente ferve em palavras luxuriosas que tanto mexem por dentro...

Deliciosa provocação
;)

Beijo